PUBLICIDADE
Topo

Corinthians vence Fla com gol mais rápido do Brasileirão e cola no líder

Roberta Nina

31/08/2020 21h00

(Foto: Marcelo Cortes/CRF)

A partida entre Flamengo/Marinha e Corinthians que aconteceu nesta segunda-feira no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, no Rio de Janeiro fechou a 6ª rodada do Campeonato Brasileiro feminino. 

O Corinthians venceu o Flamengo/Marinha por 3×1 e o resultado foi muito importante para a equipe comandada por Arthur Elias, que se igualou ao Santos no número de pontos conquistados. A liderança ainda é do time da Vila Belmiro por saldo de gols. O Corinthians assume, então, o segundo lugar da tabela.

Jogo intenso

A partida começou a todo vapor e Vic Albuquerque foi com tudo para roubar uma bola rifada perto da área e fazer o gol mais rápido do Brasileirão feminino, conforme checagem do Planeta Futebol Feminino, com 14 segundos de jogo.

Antes de marcar o segundo gol, o Corinthians levou perigo para a goleira Kaká com Crivelari e Adriana perdendo boas chances. Mas, aos 11 minutos, Adriana foi acionada pelo meio e mandou para as redes, ampliando a vantagem da equipe paulista para 2×0.

Um minuto depois, a zagueira Pardal se atrapalhou na saída de bola e a meia Jayanne aproveitou a falha para diminuir para o Flamengo, 2×1.

O Corinthians seguiu pressionando o Flamengo/Marinha e, depois de algumas chances desperdiçadas, Andressinha fez o terceiro gol do Corinthians. A camisa 20 recebeu a bola da lateral Juliete pela esquerda e chutou colocado para o gol flamenguista. Esse foi o 1º gol da meio-campista com a camisa do Corinthians.

No segundo tempo, o Flamengo/Marinha melhorou sua marcação e criou duas boas oportunidades no início da etapa final. Carla acertou o travessão e Jayanne obrigou a goleira Lelê a fazer uma ótima defesa após cabeceio no alto do gol.

A chance mais clara de gol do Corinthians foi aos 26 minutos, quando Erika aproveitou a sobra de bola dentro da área, finalizou no canto da goleira flamenguista, mas Raquel evitou o gol em cima da linha.

Depois da pressão inicial do Flamengo/Marinha, o Corinthians não sofreu para vencer a equipe carioca por 3×1 e assumir a vice-liderança do Brasileiro Feminino.

Outros resultados da 6ª rodada

Cruzeiro 1X2 Gremio

Jogando pela 1ª vez no Mineirão, as Cabulosas perderam de virada para o Grêmio no finalzinho do segundo tempo. Os gols do Grêmio foram marcados por Karina e Mariza. O único gol cruzeirense foi marcado por Jaini.

Ponte Preta 1X4 Palmeiras

Em Campinas, o Palmeiras goleou a Ponte Preta (última colocada da tabela) por 4×1. Foram 2 gols marcados por Carla Nunes e outros 2 marcados por Ary Borges e Ottilia, que desencantaram pelo Verdão, marcando seus primeiros gols no Brasileiro.

A Macaca chegou a empatar com o Palmeiras no fim do 1º tempo jogando com uma a menos. A Naiane fez um golaço, quando roubou a bola no campo de defesa, arrancou em velocidade pro ataque e, na frente da goleira palmeirense, deu um toquinho por cima. Mas não foi o bastante para vencer.

Carla Nunes é a artilheira da competição com 7 gols marcados e, neste jogo, a jogadora Stefany estreou e foi a 1ª atleta surda a jogar pelo futebol feminino profissional do país.

Vitoria 0X3 Iranduba

Mais uma derrota na conta do Vitória e três pontos pro Hulk da Amazônia, que virou notícia na última semana pela parceria firmada com o rival 3B. O Iranduba enfrenta uma grave crise financeira e corria o risco de não conseguir entrar em campo por falta de atletas.

(Foto: Reprodução Twitter / EC Iranduba)

Mas uma parceria foi firmada com o 3B e o clube amazonense cedeu 17 atletas + comissão técnica ao Iranduba. Então, a partir de agora, as jogadoras do 3B jogarão com a camisa do Hulk durante a 1ª fase da Série A1. A ideia é manter a equipe na elite. Depois disso, as jogadoras voltam ao 3B para buscarem o acesso jogando a Série A2.

São Paulo 2X0 Minas Brasília

No domingo, em Cotia – debaixo de uma tarde quente de sol -, o São Paulo recebeu o Minas Brasília e venceu por 2×0. Os gols foram marcados por Gláucia e Gislaine.

(Foto: Divulgação / @SaoPauloFC)

Apesar da vitória, o tricolor não voltou bem, penou para conseguir criar boas jogadas, jogou sem Duda (suspensa pelo terceiro amarelo), a zagueira Thais Regina foi expulsa e o ponto positivo foi a estreia da zagueira Lauren no time profissional aos 17 anos.

O ponto negativo desse jogo foi que pelo lado do Minas Brasília, 10 jogadoras testaram positivo para a Covid-19 – todas assintomáticas. Elas não viajaram com a equipe, mas este é mais um caso triste que demonstra que a volta do futebol também expõe as atletas ao vírus.

Avai/Kindermann 2X1 Santos

As Sereias da Vila – que ocupavam sozinhas a liderança – tropeçaram fora de casa. Em Caçador (SC), o Avaí/Kindermann – 3º colocado no Brasileiro Feminino de 2019 – derrotou o Santos por 2×1.

+ Garantido na Libertadores 2021, Avaí/Kindermann sonha com título nacional

(Foto: Andrielli Zambonin)

O time de Santa Catarina saiu na frente com Duda, aos 21 do primeiro tempo. A zagueira Tayla empatou para o Santos aos 22 do 2º tempo e, dois minutos depois, Lelê deixou a equipe de Caçador na frente do placar novamente.

Um ótimo resultado para o time do Sul que assumiu a terceira colocação do campeonato, com 13 pontos.

+ Brasileirão voltou: Corinthians protesta contra racismo, Santos vira líder

Ferroviária 1X2 Internacional

A atual campeã ainda não venceu após a pausa. Já são duas derrotas desde a retomada do Brasileiro Feminino: para o Corinthians na última quarta-feira (26/8) e neste domingo foi derrotada pela equipe do Internacional, de virada e em casa, por 2×1.

(Foto: Jonatan Dutra/Ferroviária)

Aline Milene foi quem marcou o gol da  Ferrinha e pelo Internacional, Shashá marcou os dois gols. Com isso, o time de Araraquara ocupa o 4º lugar, com 12 pontos.

Audax 0x3 São José

São José venceu fora de casa! Meteu 3 no Audax, com gols de Duda, da estreante Sisi e Mylena Carioca. Essa é a terceira vitória do São José no Brasileirão e a Mylena já guardou 6 gols na competição.

(Foto: Gabriel Dantas / São José Futebol Feminino)

Próximos confrontos

A 7ª rodada começa no próximo sábado (05/7) com três jogos: Audax x Minas Brasília (15h), Ferroviária x Grêmio (17h) e Vitória x Internacional (20h30).

Para o domingo, o destaque é o clássico San-São na Vila Belmiro, às 14h (jogo com transmissão da TV Bandeirantes). Às 15h tem Ponte Preta x São José e Palmeiras x Avaí/Kindermann e às 20h, o Iranduba recebe o Flamengo/Marinha.

Fechando a rodada, o Corinthians recebe o Cruzeiro, às 19h de segunda-feira, no Parque São Jorge.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre as autoras

Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Renata Mendonça é apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Dibradoras