PUBLICIDADE
Topo

Brasileiro: Cris reestreia no Santos com gol, Fla é goleado e campeão vence

Renata Mendonça

10/02/2020 10h10

Santos goleou o Flamengo na 1ª rodada do Brasileirão (Foto: Pedro Ernesto Guerra / Santos FC)

O Campeonato Brasileiro feminino começou com tudo neste fim de semana e já teve alguns resultados, de certa forma, surpreendentes. Foi o que aconteceu na goleada do Santos em cima do Flamengo no sábado, por exemplo.

O time carioca – que segue sendo gerido pela Marinha – foi semifinalista da série A1 em 2019 e sofreu com perdas de atletas (inclusive cinco delas foram para o próprio Santos). No jogo do último sábado (08), estreia das duas equipes na competição nacional, esperava-se um confronto um pouco mais equilibrado. Mas as Sereias da Vila dominaram completamente a partida e fizeram 4 a 0.

Cristiane e Brena comemoram vitória santista (Foto: Pedro Ernesto Guerra / Santos FC)

+ Brasileiro feminino 'mais disputado da história' começa; saiba detalhes

Os gols foram marcados por Larissa duas vezes, Ketlen e Cristiane, a estreante, que já começou bem, fazendo gol ao vestir de novo a camisa santista. A atacante voltou ao clube onde fez história em 2009 e 2010, conquistando todos os títulos possíveis, e agora tentará fazer o time voltar ao topo no Brasileiro (último título foi em 2017).

"Estou muito feliz. Depois de um ano conturbado, cheio de lesões, chegar e já fazer gol me deixa feliz. O Campeonato Brasileiro desse ano será o melhor que já houve. Ele está bastante equilibrado, ter os clubes de camisa faz diferença, o público está se interessando mais ainda, está comparecendo… É bom que todo mundo compareça, dê força e o campeonato fica cada vez mais equilibrado", afirmou Cristiane ao site da CBF. 

E não foi só o Santos que goleou nesta primeira rodada. O Avaí Kindermann, terceiro colocado do Brasileiro no ano passado, começou com tudo na competição nesta temporada, enfiando 7 a 0 no Vitória. A equipe baiana está disputando o torneio com um time sub-23 e já encontrou bastante dificuldade para se manter competitivo nessas circunstâncias na primeira divisão. Os gols do Avaí Kindermann foram marcados por Júlia (duas vezes), Catyellen (duas vezes), Bruna (duas vezes) e Soraya.

O atual campeão brasileiro também começou bem na competição. A Ferroviária recebeu o Audax em Araraquara e também não economizou nos gols. Reforço contratado para o ataque, Chú abriu o placar ainda no primeiro tempo, depois Sâmia, Rafa Andrade e Luana completaram os 4 a 0 na etapa final.

Estreia com vitória da atual campeã (Foto: Jonatan Dutra/Ferroviaria SA)

Para fechar a rodada de sábado, o Grêmio venceu o Minas ICESP por 2 a 1, estreando com vitória na primeira divisão – os gols foram marcados por Juliana duas vezes, e o Minas descontou com Isadora. A partida aconteceu debaixo de muita chuva e o gramado do estádio Passo D'Areia, no Rio Grande do Sul, ficou completamente encharcado, com pouquíssimas condições de jogo.

(Foto: Fernando Alves / Grêmio FBPA)

Sucesso no dérbi, goleada do Iranduba e vitória do Inter

A rodada do domingo (09) começou com a volta de uma das rivalidades mais tradicionais ao futebol feminino. O Palmeiras recebeu o Corinthians em Vinhedo logo na sua estreia na primeira divisão em uma partida equilibrada que teve o estádio lotado (os 2.300 ingressos disponibilizados foram esgotados) e foi muito comentada nas redes sociais.

Deu Corinthians no primeiro dérbi do Brasileiro Feminino (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)

A hashtag #derbifeminino ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter e os nomes das autoras dos primeiros gols também figuraram por lá – Crivelari para o Corinthians e Carla Nunes para o Palmeiras. O placar final foi 3 a 1 para as corintianas, que ampliaram com Grazi e Erika no segundo tempo.

+ Corinthians vence Palmeiras em primeiro dérbi do Brasileiro Feminino 

Outro time tradicional do futebol feminino, o Iranduba enfrentou a Ponte Preta no Moisés Lucarelli e começou bem no campeonato. Após uma temporada irregular em 2019, quando a equipe de Manaus brigou contra o rebaixamento, o início em 2020 não poderia ser melhor: goleada por 5 a 0. Os gols foram marcados por Érica (duas vezes), Karol, Fabiola e Jaqueline.

Para fechar o domingo, o Internacional recebeu o São José em Porto Alegre e já começou com gols de estreantes. Primeiro, Djenifer Becker, que trocou o Iranduba pelo Inter, abriu o placar.  Depois, a atacante Byanca Brasil, que voltou ao país após dois anos na China, fez um belo gol de falta e fechou o marcador em 2 a 0 para as gurias coloradas.

Ver essa foto no Instagram

 

Só agradecer! Feliz pela vitória, feliz pelo gol.. A equipe está de parabéns! #ÉoInter #taveirasportswomen #Gratidão

Uma publicação compartilhada por Byanca Brasil (@byancabrasil) em

Cruzeiro e São Paulo ainda jogam nesta segunda-feira às 19h para encerrar a primeira rodada – transmissão via Twitter do @Brfeminino.

A próxima rodada do Brasileiro feminino já acontece na quarta e quinta-feira desta semana. Veja os resultados da 1ª rodada:

Avaí Kindermann 7 x 0 Vitória-BA

Grêmio 2 x 1 Minas ICESP

Ferroviária 4 x 0 Audax

Santos 4 x 0 Flamengo

Palmeiras 1 x 3 Corinthians

Internacional 2 x 0 São José

Ponte Preta 0 x 5 Iranduba

Cruzeiro x São Paulo

Jogos da 2ª rodada

Quarta-feira, 12 de fevereiro

15h: Vitória x Palmeiras

19h: Flamengo x Ponte Preta

Quinta-feira, 13 de fevereiro

11h: Audax x Grêmio

19h: São José x Cruzeiro

19h: Minas ICESP x Ferroviária

19h: São Paulo x Internacional

20h30: Corinthians x Avaí Kindermann

21h: Iranduba x Santos

Sobre as autoras

Renata Mendonça é jornalista, são-paulina, e apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Dibradoras