Topo
Dibradoras

Dibradoras

Globo e Sportv terão mulheres comentando jogos da Copa do Mundo feminina

Renata Mendonça

03/05/2019 08h11

Seleção feminina estreia na Copa do Mundo em 9 de junho contra a Jamaica (Foto: Divulgação)

A Copa do Mundo de futebol feminino de 2019 já será histórica no mundo inteiro pelo investimento e visibilidade que as mulheres estão finalmente ganhando nesta área. Mas no Brasil, duas coisas farão esse momento ser ainda mais marcante: o fato de, pela primeira vez, os jogos da seleção feminina serem transmitidos na Rede Globo, a maior emissora de televisão do país, e também pelo fato de mulheres serem incluídas para comentar as partidas – tanto na TV aberta, quanto na TV fechada.

A Globo mostrará os jogos do Brasil e terá uma voz feminina comentando as partidas da cabine. Ana Thais Matos, comentarista do Troca de Passes do Sportv, fez sua estreia nos comentários em janeiro deste ano no Campeonato Paulista e tem ganhado cada vez mais espaço no canal. Ela comentou os amistosos da seleção feminina preparatórios para o Mundial – contra Inglaterra, Japão, Estados Unidos, Espanha e Escócia – e, durante a Copa do Mundo feminina fará sua estreia na TV aberta, comentando partidas do Brasil na Globo.

+Band acerta com CBF e vai transmitir o Brasileiro feminino

É difícil precisar o ineditismo, mas ao que se lembra, a maior emissora do país ainda não teve mulheres participando das transmissões do futebol como comentaristas – ao menos não em transmissões nacionais. Em nível regional, Clara Albuquerque, que hoje é destaque do Esporte Interativo na cobertura do futebol internacional como correspondente na Itália, chegou a comentar jogos do Campeonato Baiano em 2012 na TV Bahia, a afiliada da Globo no estado.

Ana Thais Matos comentou as transmissões de amistosos da seleção feminina em 2019 (Foto: Arquivo Pessoal)

E as mulheres estarão também muito bem representadas nas transmissões do Sportv. Nadja Mauad, repórter do Grupo Globo em Curitiba, tem aparecido mais nos comentários e análises participando de programas como Redação Sportv, Seleção e "Bem, Amigos" e também será escalada para comentar jogos da Copa do Mundo de futebol feminino.

Nadja foi atleta do tênis por muitos anos, depois entrou na faculdade de Jornalismo e trabalha na área esportiva desde seu primeiro estágio, em 2006, na Rádio CBN de Curitiba. Ela se destacou bastante na cobertura dos dois principais clubes da capital paranaense e foi ganhando mais oportunidades de participar de programas do Sportv para comentar futebol. Desde o início deste ano, a jornalista passou a fazer pilotos como comentarista em uma nova diretriz do canal, que quer abrir oportunidades para mais mulheres nos comentários.

Com apresentação de Galvão Bueno, Nadja foi chamada por ele para falar sobre a situação da seleção feminina na preparação para o Mundial na edição de 9 de abril do "Bem, Amigos", e fez uma análise bem completa sobre a equipe comandada por Vadão.

Foto: Reprodução

"Acho que está todo mundo muito preocupado com a seleção do Vadão. Hoje perdeu para a Escócia, que vai disputar pela primeira vez uma Copa do Mundo. Confesso para você que fiquei surpresa com esse resultado. Vi vários jogos da seleção brasileira feminina, hoje vi com Jader Rocha e Ana Thais, a última vitória da seleção foi contra o Japão em julho de 2018. A Marta fisicamente dá para ver que ela não está tão bem, mas sinto que o Vadão não encontrou o espaço da Marta em campo, que é dar liberdade para ela. A seleção hoje não tem consistência defensiva, não tem criatividade, não tem padrão de jogo, não é à toa essas nove derrotas seguidas", avaliou Nadja.

A estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo de futebol feminino será em 9 de junho às 11h30 com a narração de Galvão Bueno na TV Globo, uma outra estratégia da emissora para mostrar a importância que está dando para o Mundial das mulheres – nada mais justo do que colocar seu principal narrador para narrar a partida da seleção feminina, como acontecerá com a seleção masculina na Copa América.

No Sportv, a cobertura do Mundial será mais completa, incluindo a transmissão de mais jogos. Nadja participará da escala do canal como integrante da equipe de comentaristas da Copa do Mundo e estará na transmissão de Inglaterra x Escócia no mesmo dia da estreia do Brasil, 9 de junho, mas às 14h.

Sobre as autoras

Renata Mendonça é jornalista, são-paulina, e apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Mais Dibradoras