PUBLICIDADE
Topo

Escola em homenagem a Marta trará Nordeste, Vasco, e Suécia para Sapucaí

Roberta Nina

21/02/2020 04h00

Marta sendo recebida pelos integrantes da Inocentes de Belford Roxo em dezembro, no Rio (Foto: Divulgação / Portal Carnavalesco)

Conhecida como a Rainha do Futebol, seis vezes eleita a melhor jogadora do mundo, maior artilheira das Copas, medalhista olímpica, Embaixadora da Boa Vontade para mulheres e meninas no esporte pela ONU Mulheres, aclamada por onde passa. O que mais falta para Marta ser ainda mais reverenciada? 

Como boa brasileira, apaixonada pelo seu país, faltava virar enredo de escola de samba, é claro. Então agora não falta mais nada no currículo da alagoana. A Inocentes de Belford Roxo, agremiação do Grupo de Acesso do carnaval carioca vai contar a trajetória da maior atleta de todos os tempos na Sapucaí.

Com a presença da própria jogadora, de sua mãe, irmão, cunhadas e sobrinho, o desfile acontecerá no sábado (22), com o samba-enredo "Marta do Brasil – Chorar no começo para sorrir no fim".

Em dezembro, a atleta foi recepcionada por integrantes da escola ao desembarcar no Brasil. Com direito a carro de som, bateria, casal de mestre-sala e porta-bandeira e passistas a atleta teve seu primeiro contato com os integrantes da agremiação e ali mesmo, no Santos Dumont (aeroporto carioca) vestiu a camisa da escola e cantou o samba que leva seu nome. 

Ver essa foto no Instagram

 

Recepção mais que top :), aguenta coração ❤️

Uma publicação compartilhada por martavsilva10 (@martavsilva10) em

A escolhida

A história desse enredo tem uma curiosidade: inicialmente, a escola iria desfilar na avenida com outro tema – a Inocentes inclusive havia divulgado o nome do samba-enredo que seria "O pulo do gato", mas sem detalhar do que se tratava. De repente, pós-Copa do Mundo, a escola mudou o totalmente o assunto que iria abordar na passarela do samba e decidiu que a história de Marta seria a grande inspiração da agremiação para 2020.

O enredo foi desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé e Marta declarou que ficou muito surpresa com o convite e chegou a acreditar que a iniciativa da escola não vingasse. "Eu nem acreditei, foi algo que me pegou de surpresa. Só fui dando conta quando as coisas começaram a ficar sérias. Quando mandaram o samba para eu ouvir eu fiquei aos prantos, sem palavras. Mas aí mandei para minha mãe, meus irmãos e para toda a galera. O samba está lindo e eu só tenho a agradecer a Inocentes, é uma honra e eu sei que não é para todos. Estou muito feliz por ter sido escolhida", disse Marta ao portal Carnavalesco.

(Foto: Divulgação / Inocentes de Belford Roxo)

O presidente da escola, Reginaldo Gomes, enfatizou que a escolha do samba vai muito além do futebol e valorizou a história da jogadora. "Tem muita gente falando que é um enredo sobre o futebol, sobre uma jogadora, mas na verdade, como o próprio samba diz: é um enredo sobre uma verdadeira heroína dos novos tempos. É uma mulher que como tantas outras sai do Nordeste e vem buscar o seu sonho no Rio de Janeiro e, no caso de Marta, ganha o mundo inteiro. O enredo também tem uma relação muito forte com a questão do empoderamento feminino. Ela é um símbolo e isso que levou à escolha, não só como jogadora, mas como mulher".

Abram alas: Marta na avenida

A Inocentes de Belford Roxo resume seu desfile como uma exaltação à mulher brasileira e, usando a Rainha como exemplo e trará as origens de Marta no primeiro setor do desfile. Sob o mote "Nordeste Minha Paixão", a comissão de frente da agremiação mostrará em suas fantasias e coreografias o sonho da jogadora se tornando realidade.

O carro abre-alas homenageará o estado de Alagoas e representará a fé de Marta, a feira local onde ela trabalhou e a partida da jogadora para o Rio de Janeiro em busca de seu maior objetivo. Douglas Valle e Jaçanã Ribeiro, o primeiro casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira da escola, irão evoluir na avenida usando fantasias que remetem o amor de Marta à sua terra. 

Carro abre-alas (Reprodução / LIERJ)

Nessa primeira parte do desfile, aparecerão as tradicionais baianas que em suas fantasias representarão as mães nordestinas, em especial a Dona Tereza, mãe da craque brasileira que sempre incentivou a filha na busca pelo seu sonho.

Na ala "Carroçar", a escola vai mostrar o primeiro trabalho feito por Marta, na feira de Dois Riachos, quando levava os carrinhos com as compras dos fregueses. E na ala "Fuscão Preto I", a cultura nordestina será reverenciada, como o folclore e as danças típicas.

O segundo setor do desfile contará a chegada de Marta ao sucesso. O segundo carro alegórico imitará um grande gramado de futebol e mostrará Marta ganhando os campos do mundo.

A quarta ala do desfile se chama "Anabel" e irá retratar o desembarque de Marta na Cidade Maravilhosa, se deslumbrando com os pontos turísticos. Na quinta ala – denominada "Amigos do Estácio" -, os torcedores do Vasco da Gama irão se emocionar e se orgulhar, já que foi no clube de São Januário que Marta começou a despontar para o futebol. Integrantes estarão vestidos com roupas e adereços que remetem ao clube cruz-maltino.

Na sequência, a ala "Correnteza I" falará sobre o início da carreira profissional de Marta, marcando o ponto em que ela passou a ser remunerada como atleta de futebol. Nesta ala, participarão do desfile quinze jogadoras de futebol do América Futebol Clube.

(Reprodução / LIERJ)

A bateria da Inocentes Belford Roxo – conhecida como "Cadência Baixa" – virá na ala de número oito, representando a igualdade de gênero nos gramados, uma bandeira levantada por Marta nos últimos anos, especialmente na última edição da Copa do Mundo. Os integrantes estarão vestidos como atletas de futebol, com coroas na cabeça e a fantasia terá duas versões de cores, no azul e no rosa.

Na nona e décima alas, a escola homenageará os países onde Marta jogou. Começando com a "Fuscão Preto II" que destacará a Suécia, primeiro país que acolheu Marta e a fez se tornar mundialmente conhecida. Na sequência, a ala "Sou Inocentes" trará em suas fantasias, a "terra do Tio Sam", mostrando a passagem de Marta pelo futebol norte-americano.

O terceiro e último setor da escola falará sobre o reconhecimento da jogadora como uma das melhores da história do esporte. E aqui, Marta aparecerá no terceiro carro alegórico que terá uma grande chuteira dourada evidenciando as seis Bolas de Ouro conquistadas pela jogadora e o título de Embaixadora da ONU. Além da homenageada, o carro contará com a presença de Dona Tereza, familiares e amigos da jogadora.

Na 11ª ala, o título importante de Marta junto à ONU estará representado também pelos participantes. Dezesseis adolescentes do Programa "Uma Vitória Leva à Outra" da ONU Mulheres e do Comitê Olímpico Internacional (COI) participarão do desfile ao lado de nomes importantes da Organização, como a Diretora Regional da ONU Mulheres para Américas e Caribe, Maria Noel Vaeza e a representante da ONU Mulheres Brasil, Anastacia Divinskaya.

As últimas quatro alas falarão das conquistas de Marta na FIFA (os seis prêmios de Melhor Jogadora do Mundo), a folia carioca durante o Carnaval, a figura da jogadora como garota propaganda de cosméticos e a Ala dos Compositores – sob o nome "Treinar e vencer" -, finaliza o desfile vestidos como profissionais de comissões técnicas, homenageando cada profissional que fez com que Marta atingisse sua excelência.

Marta é embaixadora da Boa Vontade na ONU (Foto: PNUD)

O discurso feito por Marta após eliminação na Copa do Mundo da França em 2019 reverberou pelos quatro cantos do país e marcou, principalmente, a nova geração de garotas que sonham em jogar futebol. Visivelmente emocionada, Marta pediu para que as mais jovens se dedicassem à carreira com afinco e eternizou assim a fala "chorem no começo para sorrir no fim". E sob esse ponto de vista, a Inocentes de Belford Roxo contará a história da maior craque que o Brasil já teve. 

"MARTA DO BRASIL – CHORAR NO COMEÇO PARA SORRIR NO FIM"
Autor(es) do Samba-Enredo: Cláudio Russo / André Diniz/ Altamiro 

Letra do Samba-Enredo

Rainha sim
No talento, na luta e na vocação
Há tantas mulheres por aí assim
Crias da favela, filhas do sertão
E lá vem a menina
Driblando a seca, em meio a poeira
Ganhando o mundo
Vencendo a sina
Lembrando de tudo para ser verdadeira

Em Dois Riachos ficou a saudade
À beira do rio se aventurou
Fintou a tristeza com habilidade
Com ar de nobre de cara pro gol

Da neve o lume da estrela
À dignidade de uma heroína
O maior exemplo de dona Tereza
Traduz sentimento em cada retina
Empoderamento, coisa de alma feminina
Eu sei que o preconceito vem de todo lado
Aquelas que usam batom no gramado
Carregam a pátria além da chuteira
Também sei
Que a sua luta é a nossa bandeira
Em cada segundo mostrando pro mundo
A força que tem a mulher brasileira

É a Marta, é a deusa
A defesa aos seus pés
É bola de ouro, é gente da gente
O brilho inocente da camisa 10

Sobre as autoras

Renata Mendonça é jornalista, são-paulina, e apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Dibradoras