PUBLICIDADE
Topo

Brasileiro: Sob sol forte, SPFC vence Fla; Ferroviária e Inter goleiam

Roberta Nina

17/02/2020 04h00

Glaucia marcou seu primeiro gol com a camisa do São Paulo (Foto: Nilton Brito/ NB Photopress)

A terceira rodada do Brasileirão Feminino começou no domingo (16) com seis jogos e acabará nesta segunda-feira à noite, com outros dois confrontos importantes que colocam três equipes que só venceram no campeonato – Santos, Cruzeiro e Corinthians – na briga pelo topo da tabela com a Ferroviária – que jogou ontem e venceu o Palmeiras.

O Santos recebe o Cruzeiro na Vila Belmiro (é o retorno das Sereias ao seu estádio oficial, depois de meses de proibição e jogando no Ulrico Mursa), às 19h, com transmissão via Twitter. E o Corinthians recebe o Audax, às 20h30 na Fazendinha (transmissão pelo site da CBF).

No dia 18 de fevereiro haverá convocação para a Seleção Sub-20 e também para a Seleção Principal. Por se tratar de datas FIFA, o Campeonato Brasileiro será interrompido e será retomado pós-Carnaval, no dia 29 de fevereiro. 

Primeiras vitórias e goleadas

Debaixo de um sol muito forte em diversos cantos do país, os primeiros quatro confrontos do dia aconteceram em horários bem ingratos (às 14h e 15h). O destaque da rodada foi a primeira vitória do São Paulo na competição em cima do Flamengo/Marinha, por 3×1, fora de casa – e sob um calor de 36 graus.

O primeiro gol da equipe tricolor foi marcado por Glaucia, a contratação mais recente do clube, aos seis minutos da primeira etapa, após assistência de Duda. O Flamengo empatou na sequência com Renata, após vacilo na marcação tricolor.

Jaque comemora seu segundo gol ao lado de Duda (Foto: Nilton Brito/NB Photopress)

O São Paulo era mais agressivo na partida e, aos 17 minutos, ficou novamente na frente do placar. Yaya lançou Giovana que cruzou na medida para Jaqueline fazer o segundo da equipe paulista. Para fechar o placar, Duda deu mais uma assistência e Jaqueline marcou seu segundo gol no jogo: final 3×1 para o tricolor.

O São Paulo volta a campo diante do Corinthians, no dia 29/2 (sábado), às 17h em Cotia. Já o Flamengo/Marinha, vai até o Distrito Federal enfrentar o Minas-ICESP no domingo (01/2), às 15h.

Outra vitória importante foi a da atual campeã Ferroviária que foi até Vinhedo enfrentar o Palmeiras. O placar foi 4×1 para a equipe do interior de São Paulo com direito a golaço de Patrícia Sochor.

Ferroviária segue invicta neste início de competição (Foto: Jonatan Dutra/Ferroviária SA)

Essa foi a segunda derrota do Palmeiras no campeonato e a equipe entrou em campo sem Rosana (que machucou a coxa no primeiro jogo contra o Corinthians) e sem a participação de Bia Zaneratto, contratada na última semana pelo clube por um empréstimo de seis meses.

Comandada por Tatiele Silveira, a Ferroviária resolveu grande parte do jogo no primeiro tempo, fazendo 3×1 no adversário, com gols marcados por duas contratações do ano. Aos 12, Samia tabelou com Sochor e bateu na saída da goleira palmeirense, abrindo o placar no Nelo Bracalente. Três minutos depois, Patrícia Sochor fez o segundo, um golaço digno de pintura. A camisa 7 roubou a bola quase no meio do campo e marcou o gol por cobertura.

O Palmeiras descontou com Carla, que também marcou por cobertura, aos 20 minutos e aos 33, Sochor ampliou mais uma vez a vantagem das guerreiras grenás com assistência de Chu. Aos 15 da etapa final, Maglia marcou o quarto de cabeça após escanteio certeiro cobrado por Rafa Mineira e assim acabou a partida.

(Foto: Rebeca Reis/SE Palmeiras)

Esse foi a terceira vitória da Ferroviária no campeonato e, após o término do jogo, a volante e autora do último gol, falou sobre o bom início do time no Brasileirão. "A gente traçou essa meta para esse início e foram três jogos muito difíceis. A gente sabe que as equipes se fortaleceram e não tem jogo fácil. O fato de ter mantido a base do ano passado e a chegada de outras jogadoras foi uma junção muito boa e estamos conseguindo as vitórias", disse Maglia.

A Ferroviária volta a campo no dia 29/2 (sábado), às 17h, para enfrentar a Ponte Preta em casa. As palestrinas também retornam no dia 29, às 17h, contra o Cruzeiro, no Sesc Alterosas, em Belo Horizonte.

O Vitória-BA, depois de duas goleadas, voltou a perder, mas desta vez por um placar modesto: 1×0 para o Minas-ICESP em casa. O gol foi marcado por Luiza, nos acréscimos do primeiro tempo.

Na quarta rodada, o Minas receberá o Flamengo (domingo, 01/03, às 15h) e o Vitória irá para São José enfrentar a Águia do Vale, também no domingo e no mesmo horário.

O Avaí-Kindermann recebeu o Grêmio em Caçador e venceu por 1×0 com gol de Julia Bianchi, aos 33 do segundo tempo. Mas, no primeiro tempo, o Kindermann ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti. A goleira tricolor Raíssa fez a defesa.

Com esse resultado, o Grêmio perdeu sua primeira partida no campeonato. E o Avaí/Kindermann – após ter perdido, mas jogando bem contra o Corinthians no meio da semana – venceu pela segunda vez.

A comemoração pós gol do Avaí/Kindermann (Foto: Andrielli Zambonin / Avaí Kindermann)

O próximo desafio das Gurias Gremistas será no dia 01/03 contra o Santos, no estádio Francisco Noveletto Neto (Passo D'Areia), às 14h. Já o Avaí/Kindermann visita o Internacional no sábado, dia 29, às 17h, no Universitário da PUCRS, em Porto Alegre.

O Iranduba recebeu o São José em Manaus e as meninas da Águia do Vale conquistaram sua primeira vitória no Brasileirão jogando muito bem fora de casa. A equipe do interior de São Paulo abriu o placar aos 24 minutos iniciais, com a atacante Fernanda Tipa. Depois, aos 34, Mylena Carioca, em contra-ataque, ampliou para o São José.

São José vence a primeira no Brasileirão e fora de casa (Foto: Patrick Vieira/Divulgação)

Depois do intervalo, o Hulk da Amazônia descontou aos 9 minutos após gol contra da zagueira joseense Rafa Soares. Com o placar apertado, a equipe de São José recuou demais e apostou no contra-ataque. Segurando a pressão das donas da casa, a vitória foi coroada aos 45 do segundo tempo, após roubada de bola e Mylena Carioca marcar o terceiro gol das joseenses.

Agora, o São José volta a jogar no domingo, dia 1º de março, quando recebe o Vitória-BA, a partir das 15h, no estádio Martins Pereira, em casa. Já o Iranduba viaja para São Paulo para enfrentar o Audax também no domingo, às 15h, em Osasco.

E, fechando a rodada, a Ponte Preta recebeu o Internacional no Moisés Lucarelli. A equipe do interior de São Paulo amargou sua terceira derrota no Brasileirão ao ser goleada pelas gurias coloradas por 6×1. Diante de um adversário bem limitado, as gaúchas fizeram 3×0 na primeira etapa com Leidi – em um chutaço de fora da área -, Jheniffer e Queila. 

Internacional segue invicto na competição (Foto: Divulgação/Internacional)

Na etapa final, o treinador colorado Maurício Salgado fez substituições para poupar jogadoras e o Inter ampliou ainda mais o resultado: Ju marcou no início do segundo, a Ponte descontou em cobrança de pênalti e Jheniffer  marcou outras duas vezes, um deles num chute cruzado pela lateral-esquerda que foi parar no ângulo da goleira pontepretana. 

O Inter segue invicto na competição, com duas vitórias e um empate, e volta a campo diante do Avaí Kindermann, no sábado, dia 29, às 17h, no Universitário da PUCRS, em Porto Alegre. Já a Ponte Preta, segue na lanterna do campeonato com três derrotas, 1 gol marcado e 14 sofridos. Na quarta rodada, vai para Araraquara enfrentar a atual campeã, Ferroviária, também no sábado, às 17h, na Fonte Luminosa.

JOGOS DE SEGUNDA-FEIRA (17/2)

19h – Santos x Cruzeiro (Vila Belmiro). Transmissão via Twitter @Brfeminino

20h30 – Corinthians x Audax (Pq São Jorge). Transmissão via site da CBF

Sobre as autoras

Renata Mendonça é jornalista, são-paulina, e apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Dibradoras