Topo
Dibradoras

Dibradoras

Com base da Copa, Pia chama jovens de Corinthians e SPFC na 1ª convocação

Renata Mendonça

20/08/2019 15h44

Primeira convocação de Pia Sundhage pela seleção brasileira (Foto: dibradoras)

A técnica Pia Sundhage fez sua primeira convocação na seleção brasileira para o torneio amistoso que acontecerá no Pacaembu entre os dias 29 de agosto e 1º de setembro. Entre as principais novidades anunciadas pela sueca, estão os nomes de Yayá (São Paulo) e Millene (Corinthians).

Um dos setores mais contestados da seleção de Vadão era o meio de campo. O comandante da seleção na Copa do Mundo costumava usar um sistema 4-2-4, com poucas jogadoras no meio e um estilo de futebol com passes longos, de ligação direta da defesa para o ataque – as escolhidas para a posição no Mundial foram Andressinha, Formiga, Thaísa e Luana.

Pia chamou quatro jogadoras para esse setor, com destaque para a Yayá, a novidade da lista, atleta de 17 anos e que defende o São Paulo Futebol Clube, ao lado de Thaisa, Luana e Formiga – Andressinha ficou de fora por estar machucada. Durante a coletiva de imprensa, a treinadora falou que ainda é cedo para falar sobre a postura tática da equipe, mas entende que o meio de campo precisa ser melhor trabalhado.

"É muito cedo para falar  sobre o novo esquema tático, mas vamos encontrar formas de preencher o meio de campo para dar ritmo ao jogo. Precisamos encontrar a jogadora habilidosa por ali", afirmou.

Foto: Mowa Press

Marta e Formiga, dois dos principais nomes da seleção nos últimos 15 anos estão na primeira lista divulgada pela treinadora. A atacante Cristiane ficou de fora porque ainda se recupera da lesão que a tirou da prorrogação do jogo contra a França pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo. Ela não chegou a atuar ainda pelo São Paulo depois do torneio e não está confirmada para o segundo jogo da final da série A2 do Brasileiro Feminino no próximo domingo.

Um questionamento muito repetido após a convocação de Vadão para o Mundial foi sobre o baixo número de jogadoras atuando no Brasil na lista. Só cinco das 23 convocadas inicialmente atuavam no país (depois, o número baixou para quatro com o corte de Adriana por lesão).

Na primeira lista de Pia, que acompanhou in loco dois jogos do Brasileiro no último fim de semana (Internacional x Flamengo pelas quartas da A1, e São Paulo e Cruzeiro pela final da A2), o total de jogadoras que atuam no Brasil são oito.

Comparando as 23 convocadas agora com a lista de Vadão para o Mundial, são cinco atletas diferentes: Bruna Benites, Joyce, Yayá, Millene e Chú. Andressinha, jogadora do Portland Thorns dos Estados Unidos, ficou de fora da lista por lesão.

A comissão técnica da sueca ainda está sendo formada, mas já tem algumas confirmações. Auxiliar de Vadão, a ex-jogadora Bia Vaz permanece na equipe, assim como o preparador físico Fabinho, e o fisiologista Luciano Capelli. Além deles, a treinadora terá também um auxiliar de sua confiança, que ela pretende anunciar em breve.

Pia Sundhage estreará no comando da seleção brasileira no Torneio Uber, que terá também Argentina (adversária do Brasil na estreia em 29 de agosto, às 21h30), Costa Rica e Chile. A final está marcada para domingo, 1º de setembro, às 13h30. Todos os jogos serão no Pacaembu, e os ingressos podem ser comprados no site TS Tickets. Haverá venda também nas bilheterias do Pacaembu na semana do torneio, caso sobrem ingressos.

Comissões sub-17 e sub-20 anunciadas

Aproveitando o momento da coletiva de imprensa, Marco Aurélio Cunha anunciou os nomes que comandarão as esquipes de base do Brasil. Conforme adiantado pelo blog dibradoras nesta segunda-feira (19), Simone Jatobá será a treinadora da equipe sub-17. Sua auxiliar será Lindsay Camila que treinava uma equipe masculina da oitava divisão da França e a ex-jogadora Maravilha será a preparadora de goleiras.

E para a sub-20, conforme havia anunciado o site Planeta Futebol Feminino no dia 17 de agosto, assume Jonas Urias (ex-treinador do Sport e Centro Olímpico) com Jéssica de Lima (treinadora de base da Ponte Preta) como sua assistente.

Na ocasião, a CBF também anunciou a criação de um campeonato feminino sub-16 com 12 com equipes participantes, mas ainda sem data de início.

Veja a lista de atletas convocadas por Pia:

Goleiras

Aline (Tenerife-ESP)
Bárbara (Kindermann)

Zagueiras

Kathelen (Bordeaux-FRA)
Mônica (CBF)
Erika (Corinthians)
Bruna Benites (Internacional)

Laterais

Letícia (Frankfurt-ALE)
Fabiana (Internacional)
Joyce (Tenerife-ESP)
Tamires (Corinthians)

Meio-campistas

Thaisa (Roma-ITA)
Luana (Hwacheon-Córeia do Sul)
Formiga (PSG)
Yaya (São Paulo)

Atacantes

Andressa Alves (Roma-ITA)
Geyse (Benfica-POR)
Marta (Orlando Pride-EUA)
Millene (Corinthians)
Debinha (North Carolina-EUA)
Chu (Changchun Dazhong-CHI)
Bia Zaneratto (Incheon Hyundai-Coréia do Sul)
Ludmilla (Atlético de Madri-ESP)
Raquel (Sporting-POR)

Sobre as autoras

Renata Mendonça é jornalista, são-paulina, e apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Mais Dibradoras