PUBLICIDADE
Topo

Dibradoras

Grafiteiras homenageiam seleção feminina em muros de SP: #ElasRepresentam

Roberta Nina

29/05/2019 17h29

Clara Leff, Afolego e Sarah Lorenk (Foto: Adriana De Lucio)

Que essa Copa do Mundo Feminina será um marco para a história da modalidade ninguém mais duvida. Com transmissão em TV aberta, cobertura jornalística, empresas dispensando funcionários em dias de jogos do Brasil e ingressos esgotados na França são apenas alguns dos exemplos que mostram que o futebol feminino virá com força neste ano.

Junto com todas essas boas notícias, mais uma iniciativa literalmente "pintou na área". Trata-se do movimento #ElasRepresentam onde três artistas (sim, mulheres!) honraram a tradição de pintar as ruas e muros durante o Mundial masculino e coloriram painéis da cidade, desta vez com a temática da Copa Feminina.

(Foto: Adriana De Lucio)

Durante a Copa do Mundo da Rússia, no ano passado, o artista Digão O Comprimido havia pintado jogadores como Neymar, Gabriel Jesus e Philippe Coutinho em um muro no bairro da Brasilândia para celebrar o momento da competição. E, como agora é a vez delas, Digão cedeu o painel onde expôs sua arte para que Clara Leff, Afolego e Sarah Lorenk pudessem resignificá-lo. 

(Foto: Adriana De Lucio)

A ideia, além de homenagear as atletas da seleção brasileira e o futebol feminino é fazer com que ações deste tipo também contagiem outras pessoas e que mais ruas e muros sejam pintados e coloridos em comemoração à Copa do Mundo.

Em seu stories do Instagram, a artista Clara Leff declarou não acompanhar muito futebol, mas que irá se engajar na luta do futebol feminino por conta do momento. "Olha, eu não acompanho futebol normalmente, mas agora eu vou virar craque e acompanhar toda essa Copa Feminina porque a mulherada merece todo o nosso apoio, audiência, festa e etc."

A arte de Clara Leff (Foto: Adriana De Lucio)

O artista Digão O Comprimido – que havia pintado os jogadores em 2018 – se empolgou e gostou tanto da ideia que é dele o mural pintado com o rosto de Formiga, uma das jogadoras mais lendárias do Brasil que chegará ao número recorde de participações em Mundiais na França – serão sete no total.

Formiga pintada em um muro na Brasilândia (Foto: Reprodução/Intagram Digão O Comprimido)

A ação é uma iniciativa da agência MullenLowe Brasil e da Dionisio Arte que valoriza não só o futebol feminino, mas também a arte feita por mulheres. E para quem quiser conferir os murais de pertinho, o endereço é Rua Jerônimo Souto Maior, 346, na Brasilândia (em frente à EMEI Professor Tito Livio Ferreira, na esquina com a rua Maestro Erlon Chaves). 

Sobre as autoras

Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Renata Mendonça é apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Dibradoras