Topo
Dibradoras

Dibradoras

Garota de 8 anos escreve carta pedindo álbum do futebol feminino na Espanha

Renata Mendonça

2030-03-20T19:11:06

30/03/2019 11h06

Foto: Reprodução

A garotinha Núria Cebrián Bernabé ganhou as manchetes dos jornais espanhóis na última sexta-feira por conta de uma carta que escreveu espontaneamente para a fabricante de álbuns de figurinhas, Panini, pedindo a produção de um deles para o futebol feminino.

Um tuíte da mãe dela com a foto da carta escrita pela menina ganhou as redes sociais e chamou a atenção dos veículos de imprensa da Espanha, que repercutiram a atitude de Núria. No texto, a garota explica que é fã de futebol e coleciona as figurinhas da La Liga no masculino, mas gostaria de ter também a oportunidade de colecionar o álbum das mulheres.

"Sou a Núria Cebrián Bernabé, tenho 8 anos e gosto de colecionar álbuns de futebol. Mas eu gostaria que vocês fizessem um álbum da liga de futebol feminino, porque também há nela equipes muito boas, por exemplo o Levante, que é meu time, e o Valência.

Pensei que se vocês fizessem o álbum de futebol feminino, haveria mais meninas como eu que se animariam em colecionar e assim as jogadoras poderão ficar tão famosas quanto os jogadores.

Um abraço. Meninas ao poder!", é o que dizia a carta escrita pelas mãos da garota.

A mãe, Pilar Bernabé, contou que a menina sentia a diferença de tratamento do futebol feminino e masculino e um dia comentou com ela que gostaria de poder colecionar o álbum das mulheres. "Aí eu disse para ela escrever uma carta sobre isso para enviarmos à fabricante. Uns três dias depois, eu já nem me lembrava mais disso, e ela veio me chamar para ler o que havia escrito", relatou Pilar ao site Huffington Post da Espanha.

No ano passado, já ficou famosa uma história na Espanha em que a mãe na cidade de Badajoz chegou a criar figurinhas das jogadoras do Campeonato Espanhol para as filhas poderem colecionar. Foram mais de 250 figurinhas com as atletas que disputam a Liga, algo que chamou muito a atenção da mídia espanhola à época.

O futebol feminino tem crescido bastante na Espanha e acumula recordes de público em diversos lugares – aconteceu como Athletic Bilbao e com o Atlético de Madri recentemente. Há transmissão de jogos na televisão e muitos clubes do masculino também têm investido no feminino por terem percebido o crescimento da modalidade.

A Panini, por enquanto, não se manifestou a respeito de uma possível produção de álbuns do torneio feminino na Espanha. A fabricante, porém, já produz o álbum da Copa do Mundo de futebol feminino desde 2011 e, neste ano, fará de novo uma edição para promover o torneio das mulheres. O lançamento dele deverá acontecer em abril.

Sobre as autoras

Renata Mendonça é jornalista, são-paulina, e apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Mais Dibradoras