Topo
Dibradoras

Dibradoras

Seleção brasileira sub-17 perde do México e se complica no Mundial

Roberta Nina

16/11/2018 20h38

México derrota o Brasil por 1×0 (Foto: FIFA/Getty Images)

Nesta sexta-feira (16/11), em Maldonado, a seleção brasileira sub-17 entrou em campo para enfrentar a equipe mexicana pela segunda rodada da Copa do Mundo da categoria. Com pouca criação e frágil marcação, a equipe comandada por Luizão perdeu por 1×0 do México.

Com o resultado, o Brasil se complica na competição e precisa vencer a África do Sul no próximo jogo (dia 20/11) para avançar para a segunda fase. México e Japão (ambos com quatro pontos) se enfrentam na última rodada.

O jogo 

Após conquistar um ponto importante ao empatar com a forte equipe japonesa na estreia do torneio, o Brasil partiu para o segundo jogo com mais tranquilidade. Mas, dentro de campo, a equipe não demonstrou o mesmo bom posicionamento defensivo do primeiro jogo.

No primeiro tempo, as equipes estavam cautelosas na saída de jogo. A grande chance do Brasil surgiu com a falha da goleira Gutiérrez que errou a saída de bola, mas o ataque brasileiro não conseguiu converter a chance em gol.

O México abriu o placar no final do primeiro tempo, aos 43 minutos. A seleção mexicana avançou com perigo pelo lado direito e, sem nenhuma marcação, Reyes conseguiu alçar a bola na área. A goleira Mayara do Brasil se atrapalhou na saída de bola e a atacante Busso apareceu livre, nas costas de Isadora, para empurrar a bola para o gol.

(Foto: FIFA/Getty Images)

Para iniciar o segundo tempo, o técnico Luizão fez modificações no ataque, sacando Emily para a entrada de Julia Beatriz e foi pra cima do adversário. A pressão brasileira durou pouco tempo e a equipe mexicana conseguiu controlar o jogo e trocar passes.

O meio-campo brasileiro não conseguiu aparecer para armar e para conter jogadas adversárias, apesar das boas roubadas de bola Miriam Cristina. Na casa dos 20 minutos, surgiram as maiores chances do Brasil em jogadas de escanteio. Isadora desviou para gol, mas a defesa mexicana salvou em cima da linha.

A resposta do México veio na sequência, com uma arrancada da ótima atacante Gonzalez que saiu na cara do gol brasileiro, obrigando a goleira Mayara a fazer ótima defesa.

A seleção mexicana, comandada pela treinadora e ex-jogadora Monica Vergara, conseguiu controlar o jogo e anular os poucos avanços do Brasil, que praticamente não levou perigo ao gol do México.

O Brasil entrou em campo com: Mayara, Bruna, Isadora, V. Bruna e Gisseli; Miriam Cristina, Julia, Maria Luiza e Isabela; Jheniffer e Emily.

Sobre as autoras

Renata Mendonça é jornalista, são-paulina, e apaixonada por esporte desde que se conhece por gente. Foi em um ~dibre desses da vida que conseguiu unir trabalho e paixão sendo jornalista esportiva. Hoje, sua luta é para que mais mulheres consigam ocupar esse espaço. Angélica Souza é publicitária, de bem com a vida e tem um senso de humor que, na maioria das vezes, faz as pessoas rirem. Alucinada por futebol - daquelas que não pode ver uma bola que já sai chutando - sabe da importância e responsabilidade de ser uma mulher com essa paixão. Nas costas, gosta da 10, e no peito, o coração é verde e branco e bate lá na Turiassú. Roberta Nina é aquariana por essência, são-paulina por escolha e jornalista de formação. Tem por vocação dar voz às mulheres no esporte.

Sobre o blog

Futebol não é coisa de mulher. Rugby? Vocês não têm força para jogar... Lugar de mulher é na cozinha, não no campo, na quadra, na arquibancada. Já ouviu isso muitas vezes, né?! Mas o ~dibradoras surgiu para provar justamente o contrário. Mulher pode gostar, entender e praticar o esporte que quiser. E quem achar que não, a gente ~dibra ;)

Mais Dibradoras